Faça a sua escolha...

Biografia // Minha História

Foi lá que tudo começou a se concretizar. Em pouco tempo, o jovem que produzia e publicava seus próprios clipes na internet, foi conquistando um grande – e fiel – público. Depois das redes sociais, e um CD independente Lucas teve os seus primeiros contatos com grandes plateias e assim conheceu a dupla Fernando e Sorocaba que logo depois apadrinharam o jovem. Em pouco tempo, o primeiro CD oficial, batizado de Tá Diferente e lançado pela Sony Music. Com uma média de 22 shows por mês, ainda faltava um registro ao vivo, que retratasse a atual fase da carreira do artista, celebrado não apenas pelas suas composições, como também por sua postura no palco, que o transformou em um dos artistas mais elogiados no quesito performance. Em 2014, Lucas Lucco grava o seu primeiro DVD na sua na cidade-natal como cenário de seu primeiro DVD “O Destino” e em menos de dez dias após o lançamento recebeu disco de ouro da gravadora Sony Music pela vendagem de 25 mil cópias.

 No mesmo ano, Lucas foi indicado como “Melhor Cantor” no Melhores do ano do “Domingão do Faustão”. Foi nesse ano que o Lucas Lucco participou da “Dança do Famosos”. Venceu como melhor cantor no Prêmio F5 e no Prêmio Jovem Brasileiro.

 A canção “Mozão” foi a música mais tocada no primeiro semestre de 2014. Segundo um levantamento da Crowley, especializada no monitoramento do mercado, o hit “Mozão” foi executado 27.713 vezes de 1º de janeiro a 30 de junho.

 Em 2015, a Revista Forbes Brasil divulgou os “30 abaixo de 30”, são trinta nomes brasileiros com 30 anos ou menos. De acordo com a publicação, cada personalidade citada na revista tem revelado iniciativa, talento, criatividade. O nome do Lucas Lucco aparece na lista. Ainda segundo a Forbes, eles serão responsáveis por transformar e assumir as rédeas do nosso país.  No segundo semestre do mesmo ano, Lucas Lucco estreia como ator na novela Malhação, ele interpreta Uodson.

Em novembro de 2015, Lucas Lucco lança pela Sony Music o CD “Adivinha”. Para o trabalho, traz convidados dos mais diversos estilos, desde os muito afins à própria imagem, como Gusttavo Lima até de estilos teoricamente díspares, como Nego do Borel. Consegue em todas as misturas um resultado delicioso.

O disco abre com “Adivinha”, encharcada de arrocha e com pegada sertaneja. Na já citada e que se tornou uma das músicas mais buscadas no ano, “Vai Vendo”, esse pé no sertanejo fica ainda mais evidente. Dada a assinatura vocal característica de Lucas Lucco, o single só poderia dar no sucesso estrondoso que deu.

 A veia romântica de Lucco fica acentuada em “Luz Acesa”, que abre com piano e caminha para bela balada. Mesma linha segue “Batom Vermelho”, só que de balada romântica descortina para uma balada sertaneja de sanfona. ‘Porteiro” não fica atrás, com sua pegada de violão e acento pop, e o tom do trabalho fica bem latino em “Musa da Praia”, com métrica vocal diferenciada.

O outro single de “Adivinha” já lançado é outra romântica do cantor, “Quando Deus Quer”, em altíssima rotação no Youtube e nas mídias sociais com sua pegada baladeira pop. Por falar em pop, um representante de peso do gênero, o DJ Dennis, faz a primeira participação especial no trabalho em “Se Produz”, que abre com loop de guitarra e pega fogo em batidão e funk.

 Victor Hugo e Americano dividem os vocais com ele na sertaneja até a medula “Bebo Dobrado”, enquanto “Explodiu, Partiu” traz Nego do Borel para rachar os microfones num funk sertaneja. Marcos e Bellutti co-estrelam “Fica Suave”, numa linha tênue e gostosa entre a latinidade e o campo. Já “Luxo” e “Oxigênio de Mim” trazem Lucco de volta solo em duas baladas românticas, a segunda bem suave em falsetes.

 O clima ostenta com All Star Brasil na funkeada “Jatinho Particular”, que agrega elementos rap igualmente, e tudo se mescla quando Gusttavo Lima se faz presente junto a Lucco em “Disputa”, onde ambos nadam de braçada no sertanejo. O trabalho fecha com “Coisa”, outra balada romântica bem característica de Lucco.

 No mesmo ano, Lucas Lucco foi coroado como melhor cantor do país no Prêmio Multishow, nada mais justo que retribua com seu melhor e mais diversificado trabalho.

 Aos 24 anos, Lucas Lucco tem consciência de que ainda há muita estrada pela frente. Mas o menino “levado”, que ganhou seu primeiro violão ainda criança e passou a fazer apresentações especiais para a família, só podia mesmo virar um artista. Mesmo que, para isso, ele tenha passado por outras experiências, como ter sido office boy, modelo, vendedor de shopping e promotor de eventos. Até o dia em que resolveu postar um vídeo interpretando uma música sua. Tudo o que iria acontecer a partir daquele momento é o que o DESTINO havia reservado para ele. E ele está sabendo aproveitar muito bem.